Manual do Guerrilheiro Urbano – Carlos Marighella

A crise estrutural crônica característica do Brasil de hoje, e sua resultante
instabilidade política, são as razões pelo abrupto surgimento da guerra
revolucionária no país. A guerra revolucionária se manifesta na forma de guerra
de guerrilha urbana, guerra psicológica, ou guerra guerrilheira rural. A guerra
guerrilheira urbana ou a guerra psicológica na cidade depende da guerrilha
urbana.
O guerrilheiro urbano é um homem que luta contra uma ditadura militar com
armas, utilizando métodos não convencionais. Um revolucionário político e um
patriota ardente, ele é um lutador pela libertação de seu país, um amigo de sua
gente e da liberdade. A área na qual o guerrilheiro urbano atua são as grandes
cidades brasileiras. Também há muitos bandidos, conhecidos como delinqüentes,
que atuam nas grandes cidades. Muitas vezes assaltos pelos delinqüentes são
interpretados como ações de guerrilheiros.
O guerrilheiro urbano, no entanto, difere radicalmente dos delinqüentes.
O delinqüente se beneficia pessoalmente por suas ações, e ataca
indiscriminadamente sem distinção entre explorados e exploradores, por isso há
tantos homens e mulheres cotidianos entre suas vítimas. O guerrilheiro urbano
segue uma meta política e somente ataca o governo, os grandes capitalistas, os
imperialistas norte-americanos.