Onde a Religião Termina? – Marcelo da Luz

O objetivo principal deste livro é fundamentar a abjuração–renúncia pública à
crença religiosa ou o abandono da religião–realizada pelo autor após vinte
anos dedicados ao serviço da Igreja Católica Apostólica Romana. Membro de
uma tradicional ordem religiosa desde a adolescência, o autor foi ordenado
sacerdote e celebrou, incontáveis vezes, missas, casamentos, batizados e
todos os rituais reservados ao padre. Ouviu inúmeras confissões, foi diretor
espiritual de muitos grupos católicos e pregou os ensinamentos atribuídos a
Jesus Cristo para multidões sem conta. Foi superior de uma comunidade
conventual e também reitor de um dos seminários da instituição, instruindo
jovens candidatos nos fundamentos da vida religiosa.
Possivelmente, alguns leitores, indignados com a decisão do autor,
poderiam colocar em dúvida a sua idoneidade mental e moral para o exercício
das funções sacerdotais. Afinal, neste início do século XXI, as enfermidades
de muitos clérigos têm vindo publicamente à tona na forma de hediondos
escândalos e crimes, precipitando profunda crise na Igreja Católica. Contudo,
no caso deste autor, comprovadamente, não seria possível acusá-lo de
incapacidade ou infidelidade no cumprimento dos requisitos exigidos pela
instituição religiosa. Avaliações feitas por educadores e superiores
hierárquicos sobre a conduta do autor, ao longo do período de formação
seminarística, descreveram-no sempre à maneira de religioso idealista, fiel,
responsável e dedicado. Esses documentos constituem provas objetivas do
quanto a permanência do Frei Marcelo no seio da Igreja Católica foi
caracterizada pela intensa e honesta busca de encontrar na vida consagrada e
no sacerdócio o pleno cumprimento do sentido da vida. O autor, dentro dos
limites de suas forças, fez o possível para ser, até o momento de sua saída da
vida religiosa, fiel pregador do evangelho, zeloso pastor, eficaz catequizador
e fraterno irmão conventual.